As 'zéleçõis

Obs.: Este artigo foi redigido bem antes das eleições, mas por causa de mal estar físico, só agora pude publicá-lo.

O título é em "Mineirense" para enfatizar que ainda no século XXI, uma grande parte da população é analfabeta e por consequencia não vai perceber e/ou entender o famoso plano de governo que os candidatos mencionam sem nunca dar nenhum detalhe sobre as obras verdadeiramente intencionadas.

Então, sentei no computador e escrevi o quê vem de primeira na mente, enquanto se trata de melhorar a qualidade de vida de todos na cidade e na região. Feito sem pretenção, nem prévio pensamento, senão for de observar ao longo dos anos, os absurdos que se encontram na cidade.

Vamos lá!

O cidadão de Boa Esperança e da sua região merece uma cidade decente, limpa, que permite o sossego com a tranquilidade de segurança.

Acesso à serviços de saúde de qualidade e com rapidez é essencial.

1. Saúde pública: o primeiro objetivo do plano de governo deveria tratar de melhorar todos os serviços da saúde pública: hospital, pronto socorro e outros atendimentos necessários à atender pacientes.

2. A infra-estrutura de Boa Esperança, seja nas ruas, pontes, sistema de esgoto e/ou escoamento de águas pluviais, o sistema elétrico... parece que tudo foi feito sem nenhuma consideração, nem planejamento, tudo inadequado e mal feito e ainda desfuncional. Calçadas deploráveis, buracos nas ruas, esgoto transbordando nas ruas quando chove, fogos de lixo, fogos, sempre fogos... A fumaça é extremamente nociva à saúde, mas esta prática poluidora continua porquê não tem fiscalização, nada de conscientização e nenhum apoio para recuperar esse material sendo queimado.

- Um novo sistema de esgoto para a cidade precisa ser estudado e aplicado, já que surgiram muitos loteamentos recentemente, colocando o número de habitantes bem acima da capacidade pela qual a ETE foi planejada. Ademais, a ETE nunca funcionou. Mesmo com ajuda da Universidade de Alfenas, o poder municipal não quer resolver o bom funcionamento do sistema de esgoto que gera um crime ambiental sério e totalmente ilegal pelas leis federais, estaduais e municipais.

3. O Lago dos Encantos, poucos parecem saber, é a fonte de água potável da cidade por 85% (info do site do SAAE, quando funcionava). Mas o sistema atual de esgoto faz uso de "suspiros", canos de excessos, dedicados a evacuar o excesso de carga na rede de esgoto, sejam direcionados diretamente para transbordar no lago, efetivamente ditribuindo materia fecal na fonte de água potável da cidade. Além disso, vem os canos ligando os bueiros da cidade levando tudo que caiu nas ruas dentro do nosso belo Lago. Durante os dias de chuva, a situação proporcionalmente piora.

Se isso não for bastante, vem a ideia completamente estúpida que o turismo de Boa Esperança é uma estação balneare para todos. Já se revelou ser uma bagunça barulhenta e suja. O Lago dos Encantos, patrimônio tombado da cidade sendo invadido por multidão festejando a todo volume (som altíssimo), com churrasco (mais emissão de fumaça nociva à saúde) e carros estacionados impedindo o bom movimento do trafego. Pior ainda, são os jetskis que a toda hora da semana tiram o sossego de centenas de pessoas com esse baruhlo muito agressivo de motoserra neurotica, que vai e vem por horas, o piloto numa raiva egoistica de aparecer, queimando seu excesso de energia, enchendo o saco de todos sem nem saber que pode quebrar o pescoço a qualquer manobra imprudente.

4. Sistema de lixo - criar sistema de reciclagem (novos empregos) e beneficios ecológicos.

Definitivamente nada de queimar lixo! Fora a usina de queimar lixo! Tem muito evidência que esse tipo de usina a queimar lixo gera doxina com consequencias horriveis para a região inteira!

Providenciar lugar para entulhos e lixo orgánico, assim como plásticos, pneus, vidro etc..

5. Turismo: Não temos nada organizado e a infra-estrutura é fraca. É preciso reunir as pessoas certas para desenvolver atividades, eventos culturais, férias, hospedagem etc...

Sendo o Lago dos Encantos a melhor e mais bonita atração na cidade, é obvio que a beira lago precisa de expansão. Após determinar o novo sistema de esgoto, estender a beira uns 10-30 metros de frente daria uma incrível oportunidade de criar um parque, com caminho, estação de musculação, plantar arvores da região como Ipês de várias cores... bancos..etc...enfim um lugar tranquilo para caminhar com a família, seja cidadão ou turista.

Uma área deveria ser determinada para acomodar churrasco, banho, mas de preferência longe das áreas residenciais.

Ao criar um Lago dos Encantos bem administrado, novos eventos de esportes áquaticos sem motor serão organizados.

Uma área deveria ser determinada para acomodar o Camping.

Turismo rural: Gente, temos fazendas em toda direção, é possível criar um turismo de conscientização, na Serra, nas fazendas, tomar café e comida caseira, e apresentar uma boa atividade turística. Precisa se organizar.

Eventos culturais: Por razões obvias, a praça do Forum se destaca como o melhor lugar para se ter eventos culturais. Uma concha permanente seria uma boa ideia. Funcionou muito bem no Concerto de Nelson Freire e a Filarmônica de Belo Horizonte.

O Carnaval beneficia com isso também, já que desfile deveria acontecer na beira-lago, onde tem espaço e infra-estrutura.

A rodoviária não está no lugar certo. Com estudo relocá-la poderia trazer muitos beneficios para a praça e a rodoviária.

Revogar a lei que determina fechar lojas nos sábados! Porque terrorizar ainda mais o comércio, sem falar das incomodações que causa para as pessoas rurais que só podem vir no final de semana, além dos turistas de final de semana.

Fiscalização: - fogos - som alto - foguetes.

1. Renovação - Atualização das infra-estruturas:

- Hospital

- rede esgoto

- rede escoamento das águas pluviais

- planejamento novo das ruas e calçadas

- novo fluxo de trafego (e nunca uma zona azul!)

- arborização

2. Patrimônio:

- Extensão do Parque da Beira-Lago (parque - arborização - conscientização - lixeiros - bancos - estação muscular - caminho ... etc)

- Desenvolvimento de parque dedicado a churrasco - festas - banhos - camping

- Biblioteca municipal e outros, apoio para desenvolver

3. Turismo:

- Criação de associações para desenvolver atividades culturais, esportivas, conscientização, artesanato, teatro, música

- Criação de associações para desenvolver atividades de turismo ecológico - rural

Tentar unir os donos de restaurantes, hoteis e pousadas...trabalhar juntos para garantir o bom tratamento, atendimento e finalmente a felicidade do turista que irá querer voltar na nossa cidade.

Designação de área de estacionamento nos grandes eventos.

4. Educação:

- Grande atenção deve se dar à educação. Melhorar os salários dos professores e sua segurança, é essencial.

- Conscientizar e valorizar o conhecimento deve ser enfatizado para todos na espera que o movimento irá novamente inspirar os jovens a se descobrir e aprender.

- Criação da escola de múscia Nelson Freire prometida à Nelson Freire e todos os cidadãos no dia após seu concerto. Jovens que ainda querem aprender música devem se arriscar nas estradas até Três Pontas ou Varginha.

5. Empregos:

- Deve se encarar a realidade: sem especialidade, formação, diploma e/ou pleno conhecimento das novas tecnologias, fica difícil achar um trabalho. Pior ainda, que por falta de mão de obra qualificada na região, empresas evitam investir na cidade.

- Tem uns empregos para serem criados com a reciclagem, renovação das ruas, calçadas, sistema de esgoto, elétrico, o Parque Beira Lago, hospital, rodoviária...

- Com um apoio aos produtores rurais seria possivel produzir e fabricar uns produtos comestíveis e desenvolver uma industria saúdavel.

- Nas atividades turísticas, culturais, sociais... irá se desenvolver emprego também.

6. Criação centro cultural

Em conclusão: como se demostrou naquela noite de 2015, quando o Mestre Esperancense voltou para a cidade e deu um concerto de música clássica como se dá nas grandes metrópoles.

Naquele crepúsculo místico, a música encantou, levantou a consciência dos ouvintes para as maravilhas do universo musical.

Tudo aconteceu sem nehum problema, a cidade impressionou, se comportou com classe, respeito e dignidade. Um evento histórico, de maior valor cultural, do qual todos caminharam para suas casas felizes, encantados, maravilhados, felizes da vida e da cidade.

Nós somos capazes de viver de forma decente. Nós estamos juntos nessa luta para uma vida com melhor qualidade. E todos devem beneficiar dos avanços da sociedade. Todos temos um papel nesse projeto de sobrevivência. Unidos somos mais fortes!

Desunidos, vamos conhecer mais uma vez o mesmo circo de sempre. Enquanto, pioram as coisas. Se não exigir mudanças, elas não aconteceram. Ajudam determinar a mudança que querem.

Incompetência não será mais tolerada. Com o atraso que a cidade acumulou nesses ultimos 12 anos de governo PT (obras apenas boas para o dia da manchete nos jornais e fotos promocionais, depois cai em pedaços para acabar como obra largada e abandonada).

 

 

 

 

 

 

 

 

Lido 645 vezes